.

Museu Casa Pedro Américo, o artista do quadro "'Independência ou Morte"

Hoje trago mais uma parte da  minha viagem de férias deste ano. Pensaram que eu tinha esquecido, né? Mas não esqueci e como promessa é divida, aqui estou para cimprí-la relatando sobre um dos museus da cidade de Areia/PB.

Em meio ao casario colorido da cidade encontra-se o Museu Casa Pedro Américo.

Filho ilustre de Areia, é autor de um dos quadros mais conhecidos no Brasil: Independência ou Morte que faz parte do acervo do Museu Paulista (Museu do Ipiranga), em São Paulo.
Museu Casa Pedro Américo, Areia, PB
Placa de homenagem quando do centenário de nascimento do artista (Foto: Simone Silva)

Confesso que não sabia que ele era paraibano. É mais um nordestino que deixou sua bela contribuição artística ao país ;) Que maravilha!

O museu está instalado na casa onde Pedro Américo nasceu e e viveu parte de sua infância.

Está dividido em duas salas:


Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
Museu Casa Pedro Américo (Foto: Simone Silva)

Na primeira delas estão expostos retratos de Pedro Américo e sua família, alguns objetos pessoas do artista e uma réplica do quadro que o consagrou: Batalha do Avaí. A obra original encontra-se no Museu de Belas Artes, no Rio de Janeiro.

A Batalha do avaí, Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
Réplica do quadro "Batalha do Avaí" (Foto: Simone Silva)

Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
(Foto: Simone Silva)

Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
Caixa de pincéis, uma palmatória que pertenceu a mãe do artista entre outros (Foto: Simone Silva)

Na segunda sala, além das réplicas de algumas de suas obras, há 16 gravuras originais e o único quadro original exposto no local, a obra Cristo Morto.

Obra Cristo Morto, Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
Cristo Morto (Foto: Simone Silva)


Obra A Carioca, Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
Réplica A Carioca (Foto: Simone Silva)

Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
Réplica Jocabed levando Moisés até o Nilo (Foto: Simone Silva)

Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
Originais (Foto: Simone Silva)

Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
Algumas gravuras (Foto: Simone Silva)

Assim que entrei no museu, fui muito bem recebida pela funcionária que contou um pouco sobre a história e obra do artista. Infelizmente não lembro o nome dela #fail

Dentre as histórias, contou-me que Pedro Américo era casado, mas alimentava uma paixão pela cunhada, tanto que a retratou em diversas quadros.

Pedro Américo de Figueiredo e Melo nasceu em 29 de abril de 1843, em uma família de poucos recursos financeiros, mas ligada às artes.

Com toda essa influência recebida desde cedo, não demorou a se destacar, sendo considerado um menino-prodígio.

Ainda muito jovem participou como desenhista em uma expedição pelo Nordeste. Após, foi para o Rio de Janeiro onde estudou no Colégio Dom Pedro II. Posteriormente ingressou na Academia Imperial de Belas Artes, na qual foi professor quando voltou da Europa, onde teve seus estudos custeados pelo imperador na École de Beaux-Arts.

Além de pintor e professor, foi historiador, filósofo, escritor, romancista e poeta.

Terminou seus dias de vida praticamente cego e pobre. Faleceu em 07 de outubro de 1905.


Museu Casa Pedro Américo. Areia, PB
(Foto: Simone Silva)

Como puderam perceber, o museu é pequeno e simples, mas vale a pena visitá-lo. Afinal, é sempre bom conhecer e resgatar partes importantes da história do nosso país.

Mais informações:
Endereço: Rua Pedro Amércio, 66 – Bairro:  Centro - Areia/PB
Telefone: (83) 3362-2288
Ingressos: Entrada Gratuita


Gostaram? Aproveitem para seguir o blog nas redes sociais!


   

Abraços e até o próximo embarque!

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! Sua participação é muito importante para nós!