.

5 atitudes primordiais para começar a poupar dinheiro e viajar mais


(Foto: Simone Silva)
Quer viajar. mas acha que não tem dinheiro para isso? Mude seus conceitos! Seja bem-vindo a categoria Finanças para Viajante!

Falar sobre esse tema é algo que eu realmente gosto, sempre gostei, na escola minha matéria favorita era matemática e desde cedo, por iniciativa própria, costumava pegar cofrinhos na agência da Caixa Econômica que havia próxima a minha casa, para juntar minhas moedinhas e administrar minha pequena mesada hehehe Os anos passaram e acabei me formando em Ciências Contábeis.

Não sou uma Mara Luquet e nem tão pouco uma Miriam Leitão, mas acho que posso ajudar você viajante a dar o primeiro passo para poupar dinheiro e, desta forma, ter uma reserva para viajar mais e até mesmo fazer aquela viagem dos sonhos.

Para isso, trago primeiramente as 5 atitudes que, ao meu ver, são primordiais para iniciar esse processo.

Falarei de maneira sucinta, pois darei ênfase em cada uma delas nos futuros posts desta categoria, ok? 

1) Decida mudar de hábitos:
Antes de qualquer coisa é necessário que esteja disposto a mudar de hábitos, pois poupar dinheiro requer força de vontade, determinação e disciplina, ainda mais nos dias atuais.

Portanto, sinto lhe dizer que se não estiver decidido a mudar de atitude e se conscientizar que terá que abrir mão de algumas regalias, para conquistar seu objetivo, infelizmente de nada adiantará continuar a ler esta postagem.

Agora, se você tomou a decisão de mudar, está pronto para o próximo passo! Vem comigo!

2) Estabeleça prioridades:
Bom...se você está lendo esta dica é porque está decidido a fazer mudanças, então vamos lá!

Bem que eu gostaria de poder viajar pelo mundo sem precisar abrir mão de nada, poder entrar em lojas e comprar o que quiser, assistir a TODAS as peças musicais que eu amo, comer em ótimos restaurantes, não me privar de nada, mas essa não é a minha realidade e creio que também não seja a sua, ou é? rs

Por não poder "abraçar o mundo" e ter tudo o que quero ao mesmo tempo é que surge a importância de estabelecer prioridades. Isso é essencial!

Pergunte a si mesmo, qual é a sua prioridade? Quer realmente economizar para viajar? Está de acordo em abrir mão de algumas coisas para realizar sua viagem? Se a resposta for "sim", você está apto para o próximo passo.

3) Reduza e controle seus gastos:
Estabelecida suas prioridades chegou a hora da prática: reduzir gastos e controlá-los. Nesse passo é que muitos desistem, mas você não desistirá, certo? Mantenha o foco!

Redução de gastos nada mais é do que revisar suas despesas fixas e variáveis de forma a reduzí-las ao máximo. Por exemplo: renegociar seu plano de TV, telefone e internet, deixar de comprar coisas supérfluas ou por impulso, não ir com frequência ao cabeleireiro, cortar gastos desnecessários, evitar parcelamentos e aquisição de muitos cartões de créditos, não fazer empréstimos, entre outros.

Anote suas despesas em uma planilha, caderno, aplicativo ou onde preferir, analise cada uma e veja em quais delas poderá conseguir redução. Fazendo isso, o passo seguinte é controlá-las.

Lembre-se que toda redução de gastos, por menor que seja é muito válida, afinal é de moedinha em moedinha que o cofrinho vai enchendo. Veja esse exemplo:

Em São Paulo fazer a mão na manicure custa em torno de R$18,00 (sendo otimista hehehe). Agora vamos aos cálculos de quanto custa em um ano, ir à manicure semanalmente:

R$ 18,00 x 4 = R$ 72,00/mês
R$ 72,00 x 12 = R$ 864,00/ano

Vendo isso, será que não vale a pena se esforçar um pouquinho e pintar você mesma as suas unhas?

4) Evite tentações e desperdícios:
Você já determinou as prioridades, analisou seus gastos, conseguiu reduzí-los, mas nada disso adiantará se cair em tentações e ciladas.

Cada pessoa tem seu ponto fraco, no que diz respeito a gastos desnecessários. Há mulheres, por exemplo, que são alucinadas por maquiagens e mesmo não precisando estão sempre comprando mais e mais maquiagens, desperdiçando dinheiro.

Se você está no início da sua reeducação financeira, uma maneira para não cair nessas ciladas é JAMAIS, em hipótese alguma, sair de casa com o cartão de crédito na carteira. Gente, cartão de crédito é o inimigo número um dos que não sabem utilizá-lo. Fique atento!

Outra dica é não entrar em locais que você sabe que não vai conseguir resistir e gastará sem necessidade. No começo isso é difícil, mas aos poucos se tornará um hábito e quando menos esperar você não precisará ser tão radical assim e terá maior controle sobre isso.

5) Adquira uma renda extra:
Este tópico abrange desde fazer hora-extra no emprego até fazer um trabalho extra. Por exemplo: você tem fluência em algum idioma estrangeiro, pense em dar aulas particulares, se fotografa bem, quem sabe não pode ganhar uma graninha extra fotografando festas de aniversários, batizados etc.

Vale lembrar que todo dinheiro extra deve ser guardado, já que você estava sobrevivendo sem ele, ou seja, pode poupá-lo.

Economizar é possível, no começo é difícil, mas no final quando você estiver aproveitando sua tão sonhada viagem, tenho certeza que concordará comigo que tudo valeu a pena.

Ficou com alguma dúvida? Quer que eu faça um vídeo detalhando melhor sobre esse assunto? Avisa-me deixando seu comentário.

Gostou? Aproveite para seguir o blog nas redes sociais!


Abraços e fique de olho, pois em breve trarei mais dicas sobre finanças!

4 comentários:

  1. Muito bom uma boa pra mim, eu sou essa ai que não pode ver uma maquiagem e vou lá e compro acho que se tivesse um cartão de crédito eu estaria frita rsrsrsr, faz um vídeo sim iria adorar ver.. Bjoooos amei o post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estaria frita mesmo hein? Mas isso antes de ler o post, agora já sabe o que pode fazer, né? hehehe Que bom que gostou! bjs

      Excluir
  2. Eu sempre fiz meu "Planejamento de viagem", até então dá certo, mesmo com a renda pequena. E também aprendi a viajar no safe mode às vezes. Dá muito certo. ALém disso, acho que vale a pena trocar o almoço caro, por um almoço em uma cidade desconhecida né?

    vidaemserie.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Kamylla, um bom planejamento é tudo! Tbm concordo com o exemplo do almoço hehehe ;)
      Em breve postarei mais sobre o assunto, esse foi apenas uma introdução.

      Excluir

Deixe seu comentário! Sua participação é muito importante para nós!