.

Aparecida uma cidade para todos

Além do Dia das Crianças, hoje também é comemorado o Dia de Nossa Senhora Aparecida: a padroeira do Brasil!

Santuário de Nossa Senhora Aparecida - 2008 (Foto: Simone Silva)

Por isso contarei sobre a cidade que leva o seu nome e mostrarei que é uma ótima opção visitá-la, independente da sua religião, afinal o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida recebe visitas não apenas de católicos e devotos, mas também de "curiosos" e interessados em conhecer o local. O importante é ir de coração aberto, livre de "pré conceitos" e repleto de respeito.

Embarquem  comigo!

A cidade de Aparecida localiza-se no interior de SP, mais precisamente no Vale do Paraíba, cerca de 170km da capital paulista.

Tornou-se mundialmente conhecida por abrigar o maior Santuário Mariano da América Latina.


Parte externa (Foto: Simone Silva)

Durante todo o ano milhares de fiéis realizam romarias até o local, especialmente próximos ao dia 12 de outubro, quando o número de visitantes aumenta significativamente.

Por isso, quem quiser visitar a cidade com calma, evitem os meses de Janeiro, Setembro, Outubro e Dezembro. Nos demais meses do ano, o melhor é ir durante a semana, mas caso isso não seja possível, optem pelo Sábado, pois normalmente aos Domingos há mais aglomeração.

Interior da Basílica nova (Foto: Simone Silva)

Perdi as contas de quantas vezes estive lá. A visita mais recente foi em 02/08/2014, após 6 anos e encontrei duas novidades:

1) Teleférico:
Construído em meio a muita polêmica, foi inaugurado oficialmente em 25 de junho de 2014 e leva os visitantes até o Morro do Cruzeiro, onde poderão ir ao Mirante do Cruzeiro, uma torre de 30 metros de altura, com elevadores panorâmicos e um mirante envidraçado no topo.

No Morro do Cruzeiro há as 14 estações da Via Sacra.

Teleférico - Estação Santuário (Foto: Simone Silva)

O embarque pode ser feito tanto na Estação Santuário quanto na Estação Cruzeiro. Funciona diariamente das 8h às 17h30. Os ingressos custam R$ 10,00 por trecho, menores de 6 anos não pagam e crianças de 6 a 11 anos e adultos maiores de 60 anos pagam metade do valor. 

Teleférico (Foto: Simone Silva)

2) Casa do Pão:
É uma lanchonete localizada no subsolo do Santuário, onde os visitantes podem dar uma pausa para comer um lanche, tomar um cafezinho gostoso com pão fresquinho e quentinho, ou provar outras opções como: bolos, biscoitos, sucos, entre outros.

Além disso, a Casa Pão também é um projeto social que profissionaliza jovens no ramo da panificação e confeitaria industrial.

Após a reforma, tornou-se um espaço ideal para repor as energias do corpo.

Ainda no subsolo do Santuário, encontra-se a "Sala dos Milagres", um dos locais mais visitados.

Sala dos Milagres (Foto: Simone Silva)

Impressionante ver tantos objetos e fotos retratando milagres. Há inclusive agradecimentos feitos por artistas e atletas famosos.

Teto da Sala dos Milagres repleto de fotos em agradecimento (Foto: Simone Silva)

No térreo há outro local que impressiona: a Sala das Velas, repleta de velas de todos os tamanhos.

No Santuário, o local mais visitado é onde está a imagem original encontrada pelos pescadores em 1717. Saibam sobre a história aqui.

Quadro representando o momento do encontro da imagem (Foto: Simone Silva)

É um momento de muita emoção para os fiéis e devotos de Nossa Senhora Aparecida ♥

Imagem original (Foto: Simone Silva)

Momento de emoção (Foto: Simone Silva)

(Foto: Simone Silva)


Também é possível visitar a Igreja antiga, para isso é necessário utilizar a Passarela dos fiéis, que liga uma basílica a outra.

* Dica: Ao terminar a travessia, indo para o lado esquerdo, tem um ótimo ponto para fotografar a Basílica Nova, porém não é acessível a todos, pois há apenas escada, não encontrei rampas. Se houver por favor, avisem nos comentários.

Foto tirada do ponto que comentei (Foto: Simone Silva)

A Igreja antiga é linda. Está em processo de restauro, mas mesmo assim continua aberta à visitação.

Igreja antiga (Foto: Simone Silva)

Interior da igreja (Foto: Simone Silva)

Altar (Foto: Simone Silva)

Na cidade há muitas opções de restaurantes, lojas de souvenirs e, claro, hospedagem.


Recomendações:
- Normalmente a cidade tem altas temperaturas, portanto é sempre bom levar uma garrafa de água e usar protetor solar;
- Usem roupas e calçados confortáveis;
- No caso de levarem crianças, como há muitas pessoas, estejam sempre atentos para não perdê-las de vista. Se possível, coloquem pulseirinhas de identificação, como usam em praias, por exemplo.

(Fotos: Simone Silva)

Que graça teria a vida se fôssemos todos iguais?
Conviver com a diferença de cultura, religião, ou seja ela qual for, é poder praticar o amor, a tolerância e o respeito!
Reflitam.


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! Sua participação é muito importante para nós!