.

Belém e Belenzinho: a tradição

Olá pessoal! Dando início a série "SP na Copa" o primeiro bairro da ZL (Zona Leste) a ser desvendado é o meu querido Belém!

Belém é um bairro tradicional de São Paulo e foi muito importante no período da implantação das indústrias na capital. Nele haviam muitas delas, principalmente tecelagens e fábricas de vidros.

Atualmente, a maioria está desativada e em seu lugar foram instaladas outras empresas e até mesmo prédios residenciais.

Não sou contra a modernização, mas é uma pena demolirem essas construções antigas que fazem parte da história da cidade.

Apesar disso, ainda é possível encontrar locais que guardam preciosidades daquela época, se bem que muitas vezes não tão preservados.


Por isso que contarei um pouco mais sobre três locais que merecem ser visitados no Belém/Belenzinho. Vamos lá?


1º) Vila Maria Zélia:
É a Primeira Vila Operária do Brasil, foi inaugurada em 1917, pelo industrial Jorge Street.

Inspirada pelos modelos das vilas inglesas, a Vila Maria Zélia (nome dado em homenagem a filha do seu fundador) foi construída para servir não apenas de moradia para os operários da Companhia Nacional de Tecidos de Juta, da qual Jorge Street era proprietário, mas também para ter outros estabelecimentos que dessem suporte aos moradores como: escolas, creche, capela, praça, armazém, ambulatório médico, enfim, era quase uma cidadezinha.

Em 1992 foi tombada pelos âmbitos municipal (COMPRESP) e estadual (CONDEPHAAT).

Apesar de alguns moradores terem tido a iniciativa de fundar a Associação Cultural da Vila Maria Zélia e lutarem pela melhoria e a valorização da história e patrimônio local, atualmente alguns prédios oriundos da sua fundação estão deteriorados, sem preservação. É muito triste ver um patrimônio tão importante, não apenas para São Paulo, mas para a história do nosso país, ser tão mal tratado :(

De qualquer forma, ainda vale a pena conhecê-la. É uma vila muito bonitinha praticamente um refúgio em meio a loucura da grande cidade.

O prédio mais preservado é o antigo Boticário, onde atualmente está instalado o Armazém da Memória. Local que contém uma pequena exposição com documentos, fotos e depoimentos sobre a vila.

Antigo Boticário, atual Armazém da Memória (Foto: Simone Silva)

(Foto: Simone Silva)

Antigas prateleiras do Boticário (Foto: Simone Silva)

Parte do piso hidráulico de origem francesa (Foto: Simone Silva)

Nele também há um espaço onde periodicamente há apresentações de peças teatrais do "Grupo XIX de Teatro". Infelizmente não haverá apresentação no período da Copa, mas vejam aqui a agenda do grupo.

(Foto: Simone Silva)

(Foto: Simone Silva)

(Foto: Simone Silva)

Também é possível ver as ruínas da Escola das Meninas e da Escola dos Meninos.

Escola de Meninos (Foto: Simone Silva)

Escola de Meninas (Foto: Simone Silva)

Há também a Capela São José do Belém, com missas dominicais às 09h.

Capela São José do Belém (Foto: Simone Silva)

* Curiosidade: Antes da Rede Globo de Televisão ter construído o famoso Projac no RJ, a Vila Maria Zélia foi cenário de muitas das suas novelas, como por exemplo, "Meu bem, meu mal" de 1990.

Uma boa dica para quem estiver em Sampa, na época da Copa, é visitar a Vila Maria Zélia aos finais de semana no final da tarde, pois além de conhecer as construções históricas, poderá ficar até anoitecer para curtir a Festa Junina da Vila :)

Mais informações:
Endereço: Rua dos Prazeres, 362 - Bairro: Belenzinho - São Paulo/SP
Como chegar: Informações completas no final do post
Datas da Festa Junina: Todos os sábados e domingos de 31/05/2014 a 06/07/2014 (Entrada Gratuita)
Site da Associação Cultural da Vila Maria Zélia: http://www.vilamariazelia.org.br/


2º) Capela de Santo Antonio:
Agora a dica é para quem vier a Sampa para assistir a abertura da Copa e resolver ficar mais alguns dias na cidade.

No dia 13 de junho, um dia após o início do campeonato mundial, é comemorado o dia de Santo Antônio, mais conhecido como o santo casamenteiro ;) 

No Belenzinho, bem próximo a Vila Maria Zélia, há uma Capelinha de Santo Antônio e todo dia 13 de junho além de ter vários horários de missas em comemoração a esta data, há distribuição gratuita de pães bentos e barraquinhas que vendem desde imagens do santo a bolos, doces, salgados e refrigerantes, com toda a renda revertida para as obras sociais da igreja.

Capela de Santo Antonio, totalmente reformada (Foto: Simone Silva)

Há também a venda do famoso bolo de Santo Antonio que, reza a lenda, quem encontrar uma medalhinha do santo no pedaço de bolo, casará rs

Acreditar que é verdade ou não fica a critério de cada um rs, mas vale a pena dar uma passadinha no dia 13/06, assistir a missa, receber um pãozinho bento e comprar um pedaço de bolo, se não casar ao menos estará ajudando a capela e degustando uma deliciosa guloseima ;)

Mais informações:
Endereço: Rua Cachoeira, 413 - Bairro: Belenzinho - São Paulo/SP
Como chegar: Informações completas no final do post


3º) Sesc Belenzinho:
Até 2005 a unidade provisória do Sesc Belenzinho era instalada em uma antiga fábrica de tecidos: Moinho Santista S.A. E era linda, uma decoração rústica, lembrava a unidade do Sesc Pompeia.

No entanto, mesmo em meio aos protestos da classe artística, os antigos galpões foram demolidos e em seu local foi construído o novo Sesc Belenzinho, totalmente modernizado.

Sesc Belenzinho (Foto: Simone Silva)


A unidade permanente foi inaugurada em Dezembro de 2010 e oferece muitas atividades com qualidade e a baixo custo, muitas até gratuitas.

Há teatro, salas de espetáculos, restaurante, café teatro com sacada que proporciona um bela vista do bairro, biblioteca, espaço criança, exposições, piscina, sala de internet e muitas outras atrações.

Piscina externa (Foto: Simone Silva)

Parte do bairro visto da sacada do Café Teatro (Foto: Simone Silva)

Por isso recomendo visitarem o Sesc Belenzinho! Vejam a programação, com certeza serão momentos muito agradáveis.

Sesc Belenzinho na Virada Cultural/2014 (Foto: Simone Silva)


Mais informações:
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000 - Bairro: Belém - São Paulo/SP
Como chegar: Informações completas logo abaixo
Como chegar ao Belém:
A melhor maneira de chegar ao bairro é pela Linha 3 (Vermelha) do Metrô, sentido Corinthians-Itaquera. É a quarta estação após a Sé.

Para ir ao Sesc Belenzinho:
Descendo na Estação Belém, ao passar a catraca do metrô seguir para o lado direito e aí temos duas opções: 
1ª) Seguir pela passarela (sobre a Radial Leste) até o final, chegando na Rua Padre Adelino, virar a esquerda e seguir até o nº 1000, onde localiza-se o Sesc.

2ª) Antes de chegar na passarela descer a escada do lado direito, chegará no terminal de ônibus, então caminhe até chegar na Radial Leste, atravesse-a (na faixa de pedestres e com cuidado, hein? rs). Terá um posto de gasolina na esquina, neste quarteirão seguir em frente até chegar na Rua Padre Adelino. Entre a esquerda e siga até o Sesc ;)

Lembrando que o Sesc Belenzinho fica a aproximadamente 550m do Metrô Belém.


Legenda: Cor azul 1º trajeto e cor vermelha 2º trajeto (Fonte: Google Maps)

Para ir a Vila Maria Zélia:
Descendo na Estação Belém, ao passar a catraca do metrô seguir para o lado esquerdo e descer a escada. Também há duas opções:
1ª) Ir a pé: levará uns 20 minutos andando bem, mas vocês podem caminhar com calma e irem conhecendo o Bairro até chegarem lá.
Passarão pelo Largo São José do Belém, ao lado tem a centenária Escola Amadeu Amaral. Se "bater uma fominha" poderá fazer um lanche na tradicional Padaria Belga, localizada no Largo do Belém (é um pouco cara, mas são produtos de qualidade e vale a pena experimentá-los).
Passarão pela Rua Belém, onde também há o comércio, lojas de roupas. Depois atravessarão a Av. Celso Garcia e descerão a Rua Catumbi. No segundo semáforo desta rua, vocês chegarão na Rua Cachoeira, a partir daí basta entrar nela (lado direito) e ir até final, pronto: chegaram na Vila Maria Zélia.

2ª) Após passar a catraca do metrô, ir para o lado esquerdo e descer a escada, há várias opções de ônibus que passam pela Rua Catumbi (Vila Zilda, Jaçanã, Vila Constância e Center Norte-Linha: 172N-10), basta "pegar" qualquer um desses ônibus e pedir para descer no segundo ponto da Rua Catumbi.
Quando descerem é só entrar na Rua Cachoeira, lado direito e ir até o final, pronto: chegarão na Vila Maria Zélia.

Para ir a Capela Santo Antonio:
O mesmo trajeto da Vila Maria Zélia até a Rua Catumbi, quando chegarem lá, sigam na Rua Cachoeira, lado esquerdo. Após passar a Rua Marcos Arruda, vocês chegarão na Capelinha ;)

Trajeto a pé para ida a Vila Maria Zélia e Capela Santo Antonio  (Fonte: Google Maps)
Legenda do mapa:
1) Rua Fernandes Vieira
2) Rua Herval
3) Rua Eloi Cerqueira
4) Rua Cajuru
5) Rua Belém
6) Av. Celso Garcia
7) Rua Catumbi
8) Rua Cachoeira

Sites úteis:
SPtrans (informações sobre ônibus): http://www.sptrans.com.br/
Metrô SP:  http://www.metro.sp.gov.br/

Fiquem atentos e não percam os próximos posts do Especial ;)

Gostaram? Então compartilhem, curtam a fanpage do blog e fiquem por dentro de todas as novidades ;)

10 comentários:

  1. Ah, eu quero conhecer a Vila Maria Zélia!!! Metade da minha família mora na Zona Leste e tô sempre por lá quando vou visitá-los, mas nunca dá tempo de passear - preciso urgentemente ir pra SP com tempo de fazer esses passeios turísticos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda quando estiver por aqui, se quiser, me avisa que vamos juntas =)

      Excluir
  2. Maravilhosa e nostálgica reportagem. Tenho 70 anos e morei, no início dos anos 50, no Belénzinho, na Travessa Valdemar Glória. Estudei meus três primeiros anos do primário no Grupo Escolar Maria Zélia. Ou seja, desfrutei do bom passado da Vila. Lembro-me que, junto com meus pais e irmãos todo final de semana pegavamos o ônibus da linha Cachoeira e caminhavamos pelo centro de São Paulo, terminando com um bom café da tarde na casa de uma tia, na Avenida São João com Duque de Caxias.Quem disse que não se tinha uma infância despreocupada e feliz em São Paulo? Eu tive !!!

    ResponderExcluir
  3. Belém-Belenzinho, uma delicia, não temos ladeiras, comércio farto, pessoas gentil, nossos cachorros andam livres, Os moradores de ruas são bem tratados por todos.
    Fácil locomoção para todos os bairros Informaram-me que lá próximo a Igreja foi um cemitério Indígena.
    Pena que os responsáveis não valorizam a nossa tão conhecida e importante Avenida Celso Garcia, precisamos de modernização na parte do Belenzinho que esta deteriorada. Infra de visualização dos imóveis e calçadas Ruim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cida! Tem toda razão o Belém-Belenzinho é um excelente bairro que merecia mais reconhecimento. Tomara que um dia receba a devida atenção ;)
      Obrigada pelo comentário e seja sempre muito bem-vinda!

      Excluir
  4. Teve outra novela que foi gravada no belenzinho só não me recordo o nome, foi no comecinho dos anos 90,alguns trechos foram filmados em um casarão da rua Cons. Andrade Junior alguém se lembra o nome da novela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não lembro o nome de outra novela gravada lá, só lembro que vira e mexe tinha gravações e sempre que possível ia ver hahahaha

      Excluir
  5. Olá bom dia
    Queria saber se a novela meu bem meu mau realmente foi gravada no belenzinho , se foi mesmo , gostaria de saber o nome das ruas para eu fazer uma visita e tirar umas fotos !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernando, foi sim gravada na vila, inclusive eu assisti a várias gravações, mas eu era criança e não lembro o nome das ruas, infelizmente.

      Excluir

Deixe seu comentário! Sua participação é muito importante para nós!