.

Tour especial - São Paulo 460 anos

Post atualizado em 25/09/2014!

Como todos sabem, sábado passado a cidade de São Paulo completou 460 anos e para comemorar essa data e conhecer um pouco mais sobre a história da "pauliceia desvairada", resolvi fazer um tour a pé pelo Centro Velho e parte do Centro Novo, lembram que eu havia comentado sobre isso? (Vejam aqui)

O tour foi promovido pela "Sampa in Stampa" e contou com guias durante todo o passeio e distribuição de brindes no final.

Ainda não conhecia o trabalho deles e no geral gostei.

Um dos pontos positivos é que adotam o sistema do "pague quanto vale", ou seja, o tour é gratuito, mas no final do passeio quem quiser pode contribuir com o valor que desejar.


Já o ponto negativo ficou por conta da quantidade de participantes, pois como tinham muitas pessoas participando (imagino que por ter sido em dia de comemoração/feriado) em alguns momentos não dava para ouvir o que a guia falava.

Agora vamos ao tour ;)

O ponto de encontro foi no quiosque da "Sampa in Stampa" localizado no térreo do Shopping Light.

O tour teve início às 10h30 e o primeiro ponto que conhecemos foi o belíssimo Teatro Municipal (parte externa). Ali o grupo parou para ouvir a explicação sobre o teatro e também para contemplar a beleza da sua arquitetura, projetada por Ramos de Azevedo.


Grupo ouvindo a explicação da guia (Foto: Simone Silva)

Fachada do Teatro Municipal (Foto: Simone Silva)

Na sequência seguimos para o Vale do Anhangabaú, durante o trajeto paramos em frente a fonte onde há o Monumento a Carlos Gomes.

Infelizmente a fonte está abandonada, pichada, é decepcionante e triste ver monumentos tão belos largados ao acaso e à violência dos vândalos.

(Foto: Simone Silva)

(Foto: Simone Silva)

Já no Vale do Anhangabaú podemos observar o prédio mais alto de São Paulo, não estou falando do "Banespão", mas sim do Mirante do Vale. Com seus 170 metros de altura, esse é o prédio mais alto não apenas de São Paulo, mas do Brasil!

Sede dos Correios e ao fundo Mirante do Vale (Foto: Simone Silva)


Avistamos também a Praça do Correio e a Sede dos Correios. Após, seguimos para o Edifício Martinelli (idealizado pelo imigrante italiano Giuseppe Martinelli) e para o Edifício Altino Arantes (o Banespão).

Banespão e Ed. Martinelli (Foto: Simone Silva)
 
Ed. Altino Arantes - Banespão (Foto: Simone Silva)
 
Edifício Martinelli (Foto: Simone Silva)

Continuamos o passeio pela Rua 15 de Novembro, aquela que já era o Centro Financeiro  muito antes da Av. Paulista.

Rua 15 de Novembro (Foto: Simone Silva)

Uma das curiosidades foi ver o "precursor" do caixa eletrônico hahaha, o chamado: cofre de depósito noturno. Era um cofre com a porta fixada do lado externo da parede do banco, onde depositavam o dinheiro e no dia seguinte o funcionário do banco retirava os valores para efetuar os devidos depósitos.

Porta do cofre para depósito noturno (Foto: Simone Silva)

De lá caminhamos até o "Pateo do Collegio", ao chegarmos presenciamos um dos momentos mais interessantes do passeio: uma intervenção artística.

Pateo do Collegio (Foto: Simone Silva)
 
(Foto: Simone Silva)

"De cara" tomei um susto rs, estava fotografando o local quando de repente ouvi um grito! Na hora quase arremessei a máquina exageradaaaa kkkk, foi quando olhei para o lado e vi que quem tinha gritado era o índio Tibiriçá, quer dizer, era o ator que estava caracterizado de índio kkkkk

Ele contou sobre a fundação da cidade de São Paulo de uma maneira muito divertida e dinâmica, foi muito engraçado. 

Aos poucos foram surgindo os personagens principais: Padre Manoel da Nóbrega, Padre José de Anchieta, o português João Ramalho e, claro, Bartira a filha do índio Tibiriça. Detalhe: todos eram participantes do tour, imagina a comédia que foi kkkkk

Intervenção artística: Índio Tibiriçá (Foto: Simone Silva)

Após a intervenção, continuamos a caminhada até a Praça da Sé. Ali foi praticamente impossível ouvir o que a guia dizia, pois tinha todo o tipo de barulho e som: repentistas, músicos peruanos, manifestação, barulho dos carros e ônibus, enfim, foi um "Deus nos acuda" como de costume. Apesar disso, não tinha como não apreciar a linda Catedral da Sé e as imponentes Palmeiras da Praça.

Catedral da Sé (Foto: Simone Silva)
Seguimos para o CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), um dos locais que mais gosto na cidade. Nele sempre há exposições, peças teatrais, cinema, mas apenas por sua arquitetura, que nos remetem a época cafeeira, e por sua história já vale a pena visitá-lo.

CCBB (Foto: Simone Silva)
 
Café do CCBB (Foto: Simone Silva)

(Foto: Simone Silva)

 Após, fomos para a Praça do Patriarca que, para mim, não parece em nada uma Praça rs
Taí algo que não me conformo hahaha: como pode uma praça ser quase sem árvores, sem bancos para descanso, praticamente toda no concreto? Parece mais um pátio. Particularmente, não gosto rs

Deixando de lado a minha inconformidade, vamos ao que interessa rs

Essa praça é uma homenagem ao patriarca José Bonifácio de Andrada e Silva. 

Nela localiza-se a igreja mais antiga do Centro de São Paulo: Igreja Santo Antônio. É pequena e, infelizmente, suas características foram alteradas. 

Outra curiosidade: a primeira escada rolante instalada em São Paulo foi a escada que se localizava na Praça do Patriarca e dava acesso a Galeria Prestes Maia ;)

Antes de chegar ao Viaduto do Chá, há um portal (de beleza duvidosa, "diga-se de passagem" rs) que marca a divisão entre o Centro Velho e o Centro Novo.

Passando pelo Viaduto, podemos observar o Prédio da Prefeitura, o Vale do Anhangabaú e o Shopping Light, onde iniciou e terminou o passeio.

Prédio da Prefeitura, na cobertura jardim suspenso (Foto: Simone Silva)



Viaduto do Chá e Shopping Light (Foto: Simone Silva)
Vale do Anhangabaú visto do Viaduto do Chá (Foto: Simone Silva)

Curiosidade: O Viaduto do Chá foi o primeiro viaduto da cidade de São Paulo e antigamente tinha que pagar pedágio para utilizá-lo ;)

Gostei do tour, pude conhecer um pouco mais sobre a minha cidade e observar seus detalhes, muitas vezes imperceptíveis na correria do dia a dia. Pretendo fazer outros passeios como esse :)

Ah já estava esquecendo de um detalhe, todo o passeio foi acompanhado por uma equipe da TV Gazeta e a reportagem foi ao ar em 25/01/2014 no Jornal da Gazeta, veja abaixo:



Mais informações: 
Endereço: Quiosque da Sampa in Stampa, localizado no piso térreo do Shopping Light - Rua Xavier de Toledo, 23 - Bairro: Centro - São Paulo/SP - Novo ponto de encontro:
Balcão de informações do Shopping Light (piso térreo)
Telefone: (11) 3257.4746  Novo nº: 3154-2299
Tours: As saídas são quinzenais, aos Sábados às 10h30 e aos Domingos às 14h30
Novas datas:
Tour pelo Centro: saídas todos os sábados às 10h30
Tour interno pelo Shoppig Light: saídas no último domingo do mês às 14h30
Valor: Gratuito, "pague quanto vale" 
Programação dos passeios: http://sampainstampa.blogspot.com.br/p/programacao-walking-tour.html
Site: http://shoppinglight.com.br/eventos/walking-tour-shopping-light/ 


Obs.: Este post não foi patrocinado, não é um publieditoral 

Gostaram? Então compartilhem e curtam a fanpage do blog!!!

2 comentários:

Deixe seu comentário! Sua participação é muito importante para nós!